16:29h • 19 de Julho de 2018
Alterar Senha
Esqueci minha Senha

Notícias

APMP realizou Assembleia Geral Extraordinária

Três novas diretorias são incluídas no estatuto da APMP

18/06/2018

Na última quarta-feira, 13 de junho, a APMP realizou a Assembleia Geral Extraordinária (AGE), no auditório da sede administrativa da Associação, em Curitiba. Na ocasião, os associados puderam acompanhar e interagir via chat online por meio da transmissão ao vivo pela internet.

A Assembleia teve como pauta exclusiva, por determinação estatuária, a reforma do Estatuto da APMP. Esta reforma teve como objetivo incluir e regulamentar as funções de três novas diretorias da APMP já criadas: Diretoria de Mulheres Associadas, Diretoria de Apoio aos Grupos de Estudos e Diretoria de Desenvolvimento Acadêmico.

Compuseram a mesa, o presidente da APMP, Cláudio Franco Felix; a diretora da Diretoria de Mulheres Associadas e relatora da reforma do Estatuto, Nayani Kelly Garcia; o diretor da Diretoria de Apoio ao Grupos de Estudos, Régis Rogério Vicente Sartori; o diretor da Diretoria de Desenvolvimento Acadêmico, Eduardo Diniz Neto; o 2º Tesoureiro, Ricardo Casseb Lois; e o orador da APMP, Luiz Chemim Guimarães.

Cláudio declarou aberta a AGE e agradeceu tanto a presença dos associados no auditório  quanto aos que acompanhavam online, além de agradecer os diretores que integraram a mesa.

Em seguida, o presidente da APMP relatou brevemente como surgiram essas diretorias e como são importantes para o desenvolvimento do novo Ministério Público: “nós criamos essas três diretorias, em ordem cronológica, a Diretoria de Desenvolvimento Acadêmico, para que nos possibilite a realização de cursos, convênios com universidades, especializações, mestrados e doutorados. Na sequência, criamos a diretoria de Mulheres Associadas, em uma Assembleia Ordinária, e considero um movimento significativo e muito importante”. Já a última diretoria a ser criada foi a de Apoio aos Grupos de Estudos, Cláudio dividiu que a ideia de criá-la surgiu ainda durante a última campanha, nas reuniões realizadas com os Grupos de Estudos. O presidente agradeceu aos diretores Régis Sartori e Cláudia Rodrigues de Morais Piovezan, por já terem realizado dois eventos importantes, um em Curitiba e outro em Guarapuava. “Essas são reuniões que queremos fazer mensalmente em cada grupo de estudos, levando alguém para palestrar e aproveitar para também fazer um momento de confraternização entre os associados”, afirmou o presidente da APMP.

Em continuidade, Nayani Kelly Garcia, relatora da reforma do Estatuto, expôs os itens a serem adicionados e alterados no Estatuto, relativos às novas diretorias, com suas competências e funções devidas. Nayani agradeceu o apoio de Cláudio Felix e das associadas no desenvolvimento da Diretoria de Mulheres: “é muito bacana a sororidade que eu tenho vivenciado nessa Diretoria, que é a primeira Diretoria de Mulheres oficial, que agora passa a constar no Estatuto, da Associações do Ministério Público brasileiro. Essa inclusão da Diretoria no Estatuto servirá como guia para saber o que pode ser aprimorado, a fim de agregar e facilitar a vida das associadas”.

Após, Régis Sartori agradeceu ao presidente da APMP pela confiança em relação à sua atuação, em conjunto com Cláudia Piovezan, na Diretoria de Apoio aos Grupos de Estudos e mencionou dois eventos já realizados pela Diretoria, uma reunião com todos os coordenadores dos Grupos de Estudos, em Curitiba, e outra reunião na cidade de Guarapuava.

Ainda, Eduardo Diniz parabenizou a inciativa do presidente da Associação pela criação de um setor direcionado ao desenvolvimento acadêmico e destacou a importância da capacitação, da interlocução com diversas áreas do saber e da multidisciplinariedade no desempenho das funções dos associados.

Para encerrar a Assembleia, Luiz Chemim Guimarães destacou a criação das Diretorias Operacionais, principalmente a Diretoria de Mulheres Associadas: “eu tenho essa noite como um acontecimento memorável na história da Associação Paranaense do Ministério Público. Assim eu digo, enfaticamente, porque a criação dessas três diretorias marca, indelevelmente, a inteligência que norteia o quadro associativo. Que maravilha ter na nossa entidade de classe uma diretoria específica para as promotoras e procuradoras de Justiça. Digo isso com muita satisfação.” Luiz Chemim finalizou, enaltecendo a Diretoria de Apoio aos Grupos de Estudos e homenageou todos os Grupos de Estudos do estado. Ainda, destacou a relevância da Diretoria de Desenvolvimento Acadêmico, por fomentar o estudo, que é a base da formação de todos os membros do Ministério Público do Paraná. 

Confira todas as fotos aqui.