22:12h • 19 de Novembro de 2018
Alterar Senha
Esqueci minha Senha

Notícias

APMP recorda seus 67 anos de história

Confira as homenagens para esse grande dia

06/09/2018

Neste dia 06 de setembro de 2018, a APMP comemora seu 67º aniversário. Uma data para relembrar um pouco da história da instituição, que já passou por vários momentos marcantes, de conquistas, celebrações, e de muita luta em defesa da instituição e de toda a sociedade brasileira. 

O presidente da APMP, Cláudio Franco Felix, gravou uma mensagem especial de aniversário para todos os associados, na qual ressalta a importância da união e do fortalecimento, para a defesa de nossa Instituição e, principalmente, da sociedade brasileira, diante do atual cenário de preocupações e incertezas com os rumos do nosso país. Assista abaixo. 

 

Ainda, ex-presidentes da Associação escreveram mensagens de homenagem à entidade de classe e recordaram momentos que foram marcantes em suas gestões. Confira.

 

*Nilton Marcos Carias de Oliveira (1983 - 1985)
Procurador de Justiça Aposentado

Hoje, dia em que a Associação Paranaense do Ministério Público completa seus 67 anos de aniversário, recordo da minha atuação a frente desta digna entidade, quando a presidi por um mandato e exerci cargos de diretoria em outras gestões. Ter atuado por todos esses anos em nome da APMP, representa, para mim, algo muito interessante: O promotor sempre está em combate com pessoas poderosas, para defender uma causa que lhe é destinada por Lei, ele tem que se confrontar constantemente e nunca com coisas pequenas, sempre grandes embates. Então, é na Associação do Ministério Público que encontra o seu órgão de proteção e defesa. Portanto, precisamos enaltecer nossa entidade, pelos 67 anos de grandeza.

Neste dia festivo, quero fazer uma saudação especial às mulheres, na pessoa de Maria Tereza Uille Gomes, que entrou como presidente numa época em que existiam poucas mulheres no MP.

Para finalizar, desejo que esta Associação continue atuante e nunca pare, buscando sempre os interesses de seus associados, na defesa da sociedade. Avante APMP!

  

Milton Riquelme de Macedo (1987-1980; 1989-1991 e 1991-1993)
Procurador de Justiça

Sempre tive uma preocupação muito grande com as questões institucionais. Desde cedo, na minha carreira, participei dos Grupos de Estudos, que eram mais ligados à instituição. Mas quando a minha geração chegou a Curitiba, nós percebemos que precisávamos participar mais ativamente junto à Associação, pois era um instrumento que nos permitiria participar mais da vida institucional. Lembro que atuei em Brasília, no momento da Constituinte, junto de meu colega Luiz Celso de Medeiros, procurador de Justiça aposentado; participei da fundação da PROMED; auxiliei na reestruturação da Mútua; contribui na aquisição da primeira sede da APMP, localizada na Avenida Cândido de Abreu (1987) e na construção da sede de Foz do Iguaçu.

Todos os associados devem celebrar a existência da Associação, que é muito importante para a instituição, não só no campo institucional, mas também no campo de assistência aos associados.

Queria deixar os meus cumprimentos ao atual presidente da APMP, Cláudio Franco Felix, que tem demonstrado uma atuação brilhante, tanto aqui no Paraná quanto em Brasília, no acompanhamento dos interesses do MP. Hoje, o Paraná tem uma participação efetiva na capital federal.

Por fim, digo que os associados devem se orgulhar da Associação Paranaense do Ministério Público, porque ela os representa com dignidade e sempre está em busca dos interesses dos associados e seus familiares.

 

* Jair Cirino dos Santos (1993 - 1995; 1995 - 1997)
Procurador de Justiça Aposentado

O que tem caracterizado a Associação Paranaense do Ministério Público, desde sua fundação, é a atitude democrática e transparente de seus dirigentes, que, sem exceção, enfrentaram as asperezas do cargo e cumpriram seus programas administrativos, com absoluto respeito às deliberações colegiadas e rigorosa observância estatutária.

Nossa entidade não teria alcançado a grandiosidade atual sem o apoio de seus destacados colaboradores e funcionários - verdadeiros esteios da instituição.

Já exerci liderança em outras esferas, mas o galardão que mais me arrebatou e que carrego como uma verdadeira condecoração é o de ter exercido a presidência da gloriosa APMP por duas gestões consecutivas.

  

* Sergio Renato Sinhori (1997 - 1999)
Procurador de Justiça Aposentado

A Associação Paranaense do Ministério Público consolidou, ao longo de seus 67 anos de existência, a tradição de ser a guardiã dos interesses de seus associados nas questões institucionais atinentes à carreira, no cuidado à saúde ou no amparo aos familiares. Está com o associado desde o ingresso no MP e permanece assistindo pensionistas e dependentes na ausência do titular.

A APMP tornou-se o elo perene que vincula e fortalece todas as gerações que edificaram e hoje continuam a engrandecer o Ministério Público do Paraná.

 

  

* Maria Tereza Uille Gomes (1999 - 2001; 2001 - 2002; 2005 - 2007; 2007 - 2009)
Procuradora de Justiça Aposentada e Conselheira do CNJ

Saúdo a APMP pelo transcurso de seus 67 anos. 

A Associação Paranaense do Ministério Público se entrelaça com minha história de vida e trajetória institucional trazendo lembranças felizes. Com muita gratidão agradeço aos Associados e Associadas que distinguiram a nossa Diretoria com o voto de confiança para gerir a entidade de classe por quatro mandatos.

Muito se construiu, sobretudo, laços de amizade, respeito e fraternidade. A cada um dos nossos Associados transmito a nossa saudação e gratidão por tantos momentos felizes. Estamos juntos para novos desafios. VIVA A APMP!

  

* Cid Marcus Vasques (2002 - 2003)
Procurador de Justiça

A Associação Paranaense do Ministério Público tem uma história.

Uma bela história que se confunde com a da própria evolução democrática e política da comunidade paranaense.

Numa lente maior, é a história de 67 anos de luta e amadurecimento de uma Instituição que germinou na mesma e enorme estufa de pulsões, contradições, ímpetos, retrocessos e sonhos que moldaram a sociedade brasileira das últimas décadas, principalmente a partir da atualização do seu pacto social, acontecido em 1988.

E o que estamos nesse instante a celebrar passa a fazer parte também da minha história. A história de um ex-presidente que, se conseguiu enxergar um pouco mais longe, certamente foi porque estava de pé sobre os ombros dos gigantes que o antecederam.

Parabéns, APMP! 

 

 * Ivonei Sfoggia (2003 – 2005)
Procurador-Geral de Justiça

Ouvir a classe, buscar o diálogo entre os pares e em favor dos associados, buscar o melhor para os membros do Ministério Público do Paraná e seus familiares sempre foram características da nossa Associação Paranaense do Ministério Público.

Muito me honra fazer parte dessa história e comemorar hoje seus 67 anos de contribuição e de vigorosa defesa de seus associados. Não poderia deixar de estender essa felicitação a todos os procuradores e promotores de Justiça e aos funcionários que fazem parte da APMP e que engrandecem ainda mais essa história de luta e de muitas conquistas.

  

 

* Wanderlei Carvalho da Silva (2009 - 2011; 2011 - 2013)
Procurador de Justiça Aposentado

Nesta data magna em que comemoramos os 67 anos da fundação de nossa Associação, há que se parabenizar a tantos que, no passado e no presente, contribuíram - e continuam contribuindo -, para que se tornasse uma das maiores entidades de classe do país, sempre atuante na defesa intransigente do associado.

 

  

 

Francisco Zanicotti (2013 - 2015)
Promotor de Justiça

Parabéns APMP! Nesta data comemorativa, em que os cumprimentos devem ser entregues a cada um dos associados e funcionários que fazem da associação nossa segunda casa, temos uma boa oportunidade para refletir sobre qual futuro queremos para nós, nossos dependentes e para a comunidade em que estamos inseridos. É tempo para nos fortalecermos ainda mais para dar conta dos desafios que ainda temos como nação. Hora de virar definitivamente a página da corrupção, e de buscar a diminuição da desigualdade. Como ex-presidente, o que eu mais gostaria de ver neste aniversário seria a devolução da paridade para nossos colegas aposentados. Como de presente tal conquista não vem, que continuemos, incansavelmente, trabalhando para que venha. Abraço a todos!

 

 (*) Fotos da Galeria de Presidentes da APMP.