14:47h • 23 de Outubro de 2018
Alterar Senha
Esqueci minha Senha

Notícias

Personagens de Curitiba no Café com Letras

José Carlos Fernandes apresentou o "Jornalismo de Personagem" aos participantes

30/09/2015

A APMP recebeu na última quinta-feira, 24 de setembro, o jornalista José Carlos Fernandes. O convidado, jornalista da Gazeta do Povo, dividiu com os participantes do último Café com Letras a história de dezenas de Curitibanos, quando apresentou o Jornalismo de Personagem.

A palestra teve início às 19h, mas a partir das 18h30 ocorreu o café de confraternização. O encontro aconteceu no salão nobre da sede administrativa da Associação, em Curitiba.

O ex-Procurador-Geral de Justiça Luiz Chemim Guimarães, orador da APMP,  apresentou o convidado da noite como o Mago das Canetas, tendo uma expressiva força na escrita. Para homenagear o grande jornalista, Chemim entregou para José, em uma moldura, o primeiro exemplar do Jornal Gazeta do Povo.

Logo após a homenagem, José Carlos iniciou a palestra esclarecendo aos participantes como surgiu o interesse da Gazeta do Povo no Jornalismo de Personagens e afirmou que nas pessoas exóticas não encontrou os personagens deste tipo de Jornalismo, mas sim nas pessoas comuns.

Citou alguns teóricos como Bachelard ao falar do espaço de felicidade, a Topofilia.  José afirmou que em suas colunas procura encontrar esse espaço dos seus personagens e apresentar aos leitores com um ressignificado, devolvendo às pessoas as pequenas histórias do dia-a-dia.

Ainda fez alusão a Michel de Certeau, um historiador e erudito francês que se dedicou ao estudo da psicanálise, da filosofia e das ciências sociais. José buscou na obra de Certeau, sobre o cotidiano, a base para afirmar que qualquer pessoa pode ser um personagem. Para Michel, a sociedade de consumo, partindo do princípio de uma situação de controle, não paralisa necessariamente a criatividade humana; assim, independente da classe social a qual essa pessoa faça parte, ela irá desenvolver maneiras próprias de sobreviver. Baseado nisso, José busca reproduzir seus textos mostrando que mesmo a cidade não sendo um lugar perfeito, uniforme, fazem-se novas redes, novos significados e novas formas de viver.

O Jornalismo de Personagem proporcionou ao autor conhecer a história de vida de diversos Curitibanos. Citou durante a palestra alguns, como o 1º jogador negro de Curitiba, o Senhor Amauri dos Santos.

Ao final do evento o orador da APMP, Luiz Chemim Guimarães, parabenizou o convidado pela proveitosa exposição e deu a ele o título de “Filósofo da Vida”. Enfatizou que a pessoa que se inclina à verdade dos outros é uma pessoa que se eleva, sendo José Carlos Fernandes uma dessas pessoas. 

Sinalizou, ainda, que a APMP abre este espaço, o Café com Letras, por sentir a necessidade do contato com uma cultura ampla, nas mais variadas áreas, não se limitando apenas ao Direito, às Leis e a Justiça.

 

Clique aqui e veja as fotos do encontro.